terça-feira, 25 de junho de 2019

BREVET BON VOYAGE - 200 KM

Um brevet para quem gosta de desafio e superação.


Com os treinamentos para o PBP 2019 vislumbramos um novo percurso bastante desafiador. Serão 200 km fazendo um tour em locais inéditos para os randoneiros do Audax Goiás, com nível de dificuldade alta até mesmo para os mais experientes.

Sem querer assustar ou desmotivar é importante que o ciclista tenha convicção de que deseja se superar. ATENÇÃO: A maior parte de percurso é em pista simples e com muitas subidas. 


Relembrando que o desafio é pessoal, sem apoio e não é permitido qualquer ajuda externa, exceto nos casos indicados pela organização.

Os 200 km propostos terão mais de 3000 m de ganho de elevação, saindo de Goiânia, passando pelas cidades de Nerópolis, Ouro Verde, Petrolina, Santa Rosa, Inhumas e Damolândia, finalizando em Goiânia.

Segue informações:

Abertura das inscrições: 01 / 07 / 2019
Encerramento: 22 / 07 / 2019

Data: 04/08/2019 (Domingo)
Saída: Posto Xodó - (Av. Perimetral - Goiânia)
Horário: 6:00
Destino: Nerópolis/Ouro Verde/Petrolina/Santa Rosa/ Inhumas/Damolândia/Goiânia
Chegada: Posto Xodó - (Av. Perimetral - Goiânia)
Prazo para conclusão: 13 horas e 30 min
Vagas: 50
Valor: R$ 80,00
Link: http://audaxgoias.inscrevase.com
Regulamento: AQUI
Obs.: Não haverá devolução dos valores em caso de desistência.

Percurso:
Distância: 205 km
Altimetria: 3125 m
Mapa: Percurso Posto Xodó (Bon Voyage)
Carta de Rota: AQUI

Incluso: 
Homologação do Brevet no Audax Clube Parisiense
Medalha Audax Goiás
Carta de Rota
Cartão Passaporte
Certificado Audax Goiás
Seguro pessoal
Saquinho "Zip" para colocar carta de rota e cartão passaporte

ATENÇÃO: As vagas estarão abertas até a data limite da inscrição (22/07), podendo ser encerrada caso complete antecipadamente.







quarta-feira, 8 de maio de 2019

BREVET CARLÂNDIA - 200 KM - 2019

Terminada a série 2019 dos Brevets, iniciamos uma nova etapa. Vem aí mais um desafio 200 km. Desta vez com destino à cidade de Carlândia-GO.

Situada às margens da BR-060, a cidade será o ponto de retorno, e o trecho a ser percorrido utiliza a mesma rodovia das demais etapas. Uma oportunidade para aqueles que não fizeram toda a série conhecer por onde os Super Randoneiros 2019 passaram. E para os que fizeram, relembrar e curtir o percurso.


Data: 01/06/2019
Hora início: 06:00
Hora limite: 19:30
Saída/Chegada: Goiânia-GO (Posto Ipiranga - Anel Viário - Próximo ao Condomínio Madri)
Destino: Carlândia-GO (Posto na entrada da cidade)

Distância: 206 km
Altimetria: 1990m
Prazo: 13h30min

Carta de Rota: AQUI

Inscrição: até 24/05/2019 (não haverá recebimento após esta data).

Valor:   R$ 120,00 + 2 Kg de alimento não perecível*

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

* O alimento deverá ser entregue no dia do brevet ao pegar o kit.

Incluso:
- Medalha Audax Goiás
- Certificado de Conclusão
- Cartão passaporte
- Homologação junto ao ACP (Audax Club Parisiense)
- Carta de Rota
- Numeração individual
- Sacolinha ziplock para colocar os documentos.

GPX: AQUI

Acesso ao local de saída: Posto Ipiranga. Anel Viário. Próximo ao Condomínio Jardins Madri.



terça-feira, 30 de abril de 2019

BRM 600 2019 - Pedal da Organização

No sábado (27/04) e domingo (28/04) reunimos para reconhecer o percurso do brevet 600, saindo do Posto Tabocão IV (Goiânia) e retornando na cidade de Jataí-GO. Iniciamos em 8 (oito) ciclistas, sendo que dois dos presentes seria a primeira vez a completar a série Randonneur, tornando-se assim Super Randonneurs.

     Ciclistas: Flávio, Marco, Hélio, André, Rodrigo, João Jr., Carlos, Wilson.

Iniciamos pontualmente às 00:00 de sábado com as condições climáticas bastante favoráveis, sem chuva e sem frio. Seguindo pela BR-060, sentido sudoeste, aos poucos íamos passando por cidades que era a meta de cada etapa. Já na cidade de Guapó, um dos colegas do grupo, sentindo bastante sono, avisou que daria um tempo por ali e pediu para o grupo seguir que posteriormente retornaria ao trecho, mas por ali ficou. Aproximando da cidade de Posselândia, um outro colega pediu para auxiliá-lo na identificação de uma falha na bicicleta, uma vez que ao passar por um dos desníveis da pista sentiu que não estava firme a “pegada” no guidão. Aguardamos chegar à cidade para ver com melhor luminosidade. Ao verificar o que tinha acontecido, constatamos algo que desestabilizaria o psicológico de qualquer um, pois o guidão de carbono havia quebrado próximo à manete direita. Como o câmbio era eletrônico, foi possível refazer as conexões e reestabelecer as marchas, ficando comprometido o freio traseiro. Mesmo assim, o foco em terminar era tamanho que decidiu seguir o desafio. E assim foi até o final.

Guidão quebrado.

Nesta primeira etapa até a chegada do primeiro PC (KM 89) não há qualquer estabelecimento aberto na madrugada, e os que estavam no grupo colocou como objetivo parar apenas no PC-1 (Posto Caipirão) que possui uma lanchonete muito precária. Não havendo muitas opções de lanches (tinha bolo, refri e suco) para disfarçar, comemos o que foi possível e a parada ficou bem breve.

Parada PC-1 - Caipirão

Às 3:45 estávamos novamente na estrada, com o propósito de tomar o café da manhã na cidade de Acreúna-GO. Para quem participou das etapas anteriores (300 e 400), o ponto de encontro foi na lanchonete Jacaré que fica no lado oposto que seguíamos. Quem não conhece, o acesso se dá pela via marginal da rodovia, retornando por baixo do viaduto que fica à frente. Esta lanchonete abre às 05:40 e é uma boa opção para alimentação, sendo que a próxima possibilidade será apenas na chagada à cidade de Santo Antônio da Barra, onde pode correr o risco de não haver lanche com tantas variedades. Todos recompostos, retornamos ao trecho para mais uma etapa às 06:45.

Na sequência após Acreúna um trecho plano de aproximadamente 30 km, possível de ganhar tempo uma vez que não há muito esforço. Chegamos em Santo Antônio da Barra, e apenas completamos as garrafas d’água. Neste ponto encontramos dois ciclistas que fizeram companhia até o PC-2 em Rio Verde. A turma foi agrupada, o que favoreceu a diminuição do desgaste e trocarmos algumas ideias com os novos ciclistas. Chegamos em Rio Verde às 09:30.


O ponto de controle em Rio Verde (Lanchonete/Posto Cerrado) fica ao lado do Hotel Cerrado, indicado para o Ponto de Sono. Deixamos as reservas feitas, para garantir o pouso embora a demanda não estivesse alta. Um dos colegas não chegou sentindo muito bem e achou prudente ficar por ali.

Retornamos ao percurso às 10:20, agora em 6 ciclistas. Logo na saída uma descida forte indicava o que nos aguardava para a volta. A temperatura aumentando nos mostrava que o desgaste seria na mesma proporção. Pedalamos por 45 km até chegarmos em uma “vendinha” no lado oposto da rodovia, com opção para almoço. Os valores eram de R$ 16,00 (self-service) ou 18,00 para repetir o quanto desejar. As bicicletas puderam ser colocadas na parte de trás do restaurante, onde também tiramos um cochilo.

Descanso do almoço.

Neste momento estávamos com 260 km rodados, e permanecemos parados por 01h20min. Às 13:22 continuamos o giro, para o último trecho da primeira etapa. Muitas descidas e subidas, predominantemente descidas, o que pode ser castigado o retorno. Com mais 44 km e chegávamos em Jataí, no posto/churrascaria Trevão. O acesso ao posto fica logo após o viaduto de acesso à cidade, sendo o retorno aproximadamente 500 metros após o posto. Paramos no posto às 15:30 e saímos às 16:20, tempo suficiente para lanchar, abastecer as garrafas e fazer uma troca de câmera de ar.

  Chegada em Jataí - Crédito: Wilson Rezende.

O horário ajudou para o retorno, pois o calor havia diminuído o que amenizou as inúmeras subidas. Ao chegarmos novamente no ponto em que almoçamos o local já estava fechado, felizmente tínhamos algumas reservas de mantimento, o suficiente para enganar a fome e continuar até a próxima parada. O tempo parado não passou de 15 minutos, e às 18:40 já estávamos na estrada, enfrentando o início de mais uma noite. Chegamos em Rio Verde às 20:30.

Após a entrada no hotel, a recepcionista autorizou que deixássemos as bikes na sala do café da manhã. Enquanto preparávamos para o banho optamos por pedir uma pizza que demorou uns 50 minutos para chegar. Na lanchonete ao lado (a mesma que paramos na ida) ainda estava aberta, porém sem opção de qualquer lanche, mas o que pretendíamos era comprar refri e alguns mantimentos para comer antes de sairmos na madrugada. Enquanto a pizza não chegava, qualquer minuto era aproveitado para cochilar, feita a devida alimentação só pensávamos na cama.

Combinamos de sair às 02:00, ou seja, nosso tempo de parada em Rio Verde foi de 5h30min, sendo destes 4h de sono. Todos reunidos às 02:10 reiniciamos o pedal com parada em Acreúna (Lanchonete Jacaré – KM 475) às 06:20 e descanso de 30 minutos. Restavam 140 km para o término e 10 horas para o horário limite.

O sono às vezes aumentava com o sol batendo de frente, mesmo assim continuamos até o ponto de controle (Restaurante Caipirão). Antes, foi dado uma breve parada no posto em Indiara para pegar água gelada. A passagem pelo PC foi apenas para um registro e seguimos para mais 85 km, sendo que tínhamos 06h30 de prazo. Foi percorrido então mais 46 km até a cidade Posselândia (não fizemos parada no Restaurante Casarão). No posto em Posselândia mais micro cochilhos e um lanche rápido. Neste momento o corpo pede mais repouso que comida, mas é necessário insistir para evitar um prego de fome.

O próximo trecho até a chegada em Goiânia seria a mais complicada, pois já sabíamos que teria muitas subidas e com o cansaço a sensação seria que fossem maiores ainda. Agora era manter o foco, a calma e a persistência, não forçar nas subidas e liberar a bike na descida. O tempo era mais que suficiente para concluir, 3h30min para percorrer 35 km.

Passadas as dificuldades das subidas e a temida subida do “nêgo forte”, esta já com 600 km pedalados, só restava controlar o percurso final de 8 km entre Abadia de Goiás e o Posto Tabocão, às 15h10min os seis ciclistas do grupo, sendo dois novos Super Randonneurs.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Hospedagem para BRM 600 - BREVET JATAÍ - 04/05/2019

A saída do BRM 600 do dia 04/05/2019 acontecerá no Gran Hotel Galeão, que fica na parte de trás do Posto Tabocão IV.

Para os hóspedes o hotel conta com estacionamento coberto. Para os demais participantes será disponibilizada algumas vagas no estacionamento alternativo do hotel, ao lado do estacionamento coberto. Portanto, quem chegar primeiro garantirá a vaga.

Aqueles que pretendem se hospedar, segue os telefones de contato para realizar a reserva. Mencionar que é "ciclista do Audax Goiás".

Contato para reserva: 62 3296-4482 / 62 99239-3035 (Falar com Ana Maria).





segunda-feira, 1 de abril de 2019

BRM 600 - BREVET JATAÍ - 2019

Finalmente, inscrições abertas para o BRM 600 - BREVET JATAÍ.

A série chega à reta final. Falta "pouco" para concretizar o objetivo de se tornar um Super Randonneur. Para alguns, mais uma série completada, para outros a primeira vez que finalizar as 4 (quatro) etapas do Brevet Randonneur Moundiax.

Data: 04/05/2019 (Sábado)
Hora de Saída: 00:00 
Local de Saída: Gran Hotel Galeão / Posto Tabocão IV - BR060 - Saída para Rio Verde
Tempo para conclusão: 40 horas
Percurso: Goiânia - Jataí - Goiânia
Pré-requisito: Ter feito uma das séries randonneur a partir do BRM 300 (em qualquer ano e local).
Valor: R$ 170,00
Período de inscrição: 01/04/2019 a 18/04/2019 (após esta data poderá haver novo período de inscrição, porém com outros valores a critério da organização).

Incluso: Cartão Passaporte, Sacolinha para guardar documentos, Carta de rota, medalha Audax Goiás, Certificado Audax Goiás, Homologação Audax Clube Parisiense.

ATENÇÃO: Após realizar a inscrição, aguardar e-mail de confirmação com as orientações para pagamento. Caso não realize o pagamento no prazo estipulado, a inscrição será cancelada, sendo necessário uma nova solicitação.

As camisas podem ser solicitadas pelo e-mail audaxgoias@gmail.com até o dia 15/04/19.
Valor: R$ 80,00 (Manga Curta), R$ 90,00 (Manga Longa).


REGULAMENTO: Confira AQUI.

Carta de Rota: Acesse AQUI.

Arquivo GPX: AQUI  (https://ridewithgps.com/routes/27285249)





quarta-feira, 13 de março de 2019

Flèche Brasil - 2019



Com origem a partir da Flèche Vélocio, no ano de 1947, onde equipes deslocavam-se para a corrida de bicicletas da Páscoa em Provence (França), ciclistas de outros países também desejavam se reunir para confraternizarem. Assim, o Audax Club Parisien homologa eventos Flèches fora da França, os chamados Flèche Nacionais. No Brasil é denominado Flèches Brasil.

A comunidade Randonneur tem aderido ao espírito Flèche Velócio, reunindo-se para pedalarem pelo menos 360 km no período de 24 horas, tendo início na sexta-feira Santa. A equipe é liderada por um capitão, devendo este ser Super Randonneur, que apresenta a proposta de rota ao organizador local de eventos randonneur para aprovação. Além da homologação (reconhecimento) por parte do Audax Club Parisien, a participação na Flèche é contada para a premiação de Randonneurs 5000 e também Randonneurs 10000.

As equipes devem ser compostas por até cinco ciclistas, sendo que a chegada deve ser com pelo menos 3 componentes. As últimas duas horas, ou seja, a partir da 24ª hora, deve ser percorrido o trecho de 25 km.

Neste ano de 2019, o Audax Goiás, proporcionará a participação no Flèche Brasil, colocando como ponto de referência para a chegada a Lanchonete Barcelona, localizada na GO-020, no município de Senador Canedo-GO.

As inscrições das equipes e recebimento das propostas de percursos serão até o próximo dia 20 de março de 2019.

O valor é de R$ 150,00 por equipe, que contemplará a homologação ACP, certificado Flèche e  Medalha de Participação. Na chegada realizaremos a confraternização (colaborativa) das equipes.

Portanto, venha viver esta experiência. Monte a sua equipe e encaminhe a solicitação de inscrição para o e-mail audaxgoias@gmail.com. Lembrando que o responsável pela equipe deve ser um ciclista Super Randonneur.

domingo, 10 de março de 2019

BRM 400 - 2019 - CONCLUÍDO

Concluído neste domingo (10/03) o Brevet 400 - Goiânia-Rio Verde-Goiânia.

O tempo quente no percurso de ida exigiu dos participantes um esforço maior, havendo algumas desistências, porém a maioria dos participantes finalizaram com sucesso.

O grupo foram formados para enfrentar o período noturno, o cansaço acumulado durante o dia foi percebido em alguns atletas, mas nem por isso foi motivo para desânimo.

Às 3:05 tinha ciclistas finalizando o BRM, seguido pelos demais até às 09:27 quando o último atleta concluiu.

Parabéns a todos e nos encontramos no BRM 600 em Maio.

Os tempos para conferência estão AQUI (TEMPOS).